Perante a situação de pandemia mundial COVID-19 e a crescente propagação da mesma em Portugal, com os números de infectados a crescer exponencialmente de dia para dia, a Randstad implementou medidas de contingência e um gabinete de crise para garantir a prevenção de todas as pessoas – colaboradores, clientes e candidatos –, ao mesmo tempo que assegura a necessária continuidade do negócio. 

Assim, a especialista em Recursos Humanos implementou as seguintes medidas:
 
1. As delegações e localizações inhouse vão estar fechadas ao público mas com colaboradores para permitir actos processuais ou eventuais entrevistas que não possam ser realizadas à distância; 
 
2. Os candidatos vão ter, à semelhança do que já acontece hoje, o site e o contact center – linha gratuita e agora reforçada – para fazerem as candidaturas de emprego. No âmbito do trabalho temporário, e reconhecendo a importância da rapidez e flexibilidade, vão também partilhar o contacto directo dos consultores da Randstad, por região; 
 
3. As entrevistas vão ser feitas através da solução “VIDA”, que permite colocar perguntas de triagem, efectuar marcações e até gravar a entrevista feita em tempo real, partilhando depois o vídeo com o cliente. «É uma solução que acelera a selecção de candidatos e que está conforme a legislação em vigor», garante-se.
Esta alteração é feita pela empresa, suportando os custos, mas indo ao encontro do objectivo de prevenção. «Só excepcionalmente serão feitas entrevistas presenciais, e mediante o reforço das regras preventivas de contágio», reitera-se.
 
4. No processo de recrutamento e selecção existem ainda soluções já testadas e a serem utilizadas para assessments e provas de grupo, que passam a ser realizados à distância, e com rapidez de implementação; 
 
5. No que respeita à formação de colaboradores, a Randstad dispõe de uma ferramenta de e-learning personalizável, evitando deslocações e grupos em sala; 
 
6. Foi definido um plano de contingência, alinhado com as recomendações da Direcção Geral de Saúde (DGS), e disponibilizado no site de crise da empresa e no myRandstad para todos os colaboradores. Existe ainda um canal de comunicação para todas as ocorrências, disponível para o público em geral em gabinete.crise@randstad.pt; 
 
7. A app myRandstad permite comunicar com os trabalhadores, seja para medidas extraordinárias, seja para a disponibilização de turnos e sua aceitação – através do YouPlan –, numa altura em que a flexibilidade vai ser mais importante do que nunca;
 
8. Porque continuar a gerir o negócio é preciso, os colaboradores da Randstad continuam a trabalhar, mas em trabalho remoto, não só os grupos de risco, mas como forma preferencial de trabalhar; 

9. Por já ter experiência na gestão de equipas e de pessoas em trabalho remoto, a Randstad consegue não só suportá-lo, como partilhar recomendações; 
 
10. Na relação com o cliente, a Randstad garante que irá manter as reuniões e interacções, evitando as deslocações, mas utilizando os canais digitais e o telefone.  
 
Em comunicação enviada aos clientes, José Miguel Leonardo, CEO da Randstad Portugal, fez notar: «Acreditamos que num mundo VUCA – volátil, incerto, complexo e ambíguo – a tecnologia vai ser um importante aliado das nossas pessoas e que conseguiremos ser o seu parceiro neste momento tão desafiante.»
Mais… «Acreditamos que temos a responsabilidade de prevenir a propagação desta epidemia mas também de reduzir o impacto da mesma na nossa economia, na vida das pessoas. Por isso queremos continuar a trabalhar ao seu lado, ao lado dos nossos colaboradores e dos nossos candidatos, reconhecendo que o paradigma do trabalho mudou, mas que a importância do trabalho não.»