Grandes equipas cantam sem letra em conjunto. Não porque não sabem as palavras, mas porque estas fluem de maneira orgânica e sem problemas. O trabalho é feito dentro dos prazos, com pouco drama; o ar crepita com criatividade e ideias partilhadas, e todos se sentem entusiasmados por pertencer ao grupo.

A natureza do trabalho em grupo é tal que surgem características e comportamentos individuais que apoiam o bem maior ou o perturbam e o subvertem. Nesses cenários, o trabalho é concluído com êxito e em tempo útil ou, eventualmente, concluído sob coação, não por causa da equipa mas apesar dela. Um grupo com dinâmica positiva destaca-se; é o resultado da confiança que cada membro deposita no outro, em como trabalham juntos e são responsáveis ​​por fazer as coisas acontecer. Estatisticamente, equipas fortes são mais criativas do que equipas com pouco dinamismo.

Embora muitas organizações abanem o conceito de trabalho em equipa como uma bandeira de rali, muitas não sabem o que é ou como alcançá-lo. Alguns também não entendem o valor que as equipas fortes agregam a tudo o que fazem e aos resultados da empresa. Para essas organizações, o trabalho em equipa não é nada mais do que uma ferramenta de marketing, uma promessa não realizada. Isso não é um bom método para criar confiança com os colaboradores. É preciso impacto para criar equipas impactantes. Saiba como levar o IMPACT à criação e gestão de equipas e porque ficará feliz por o utilizar.

Inovação

A inovação, resultado de criatividade desenfreada, é uma qualidade crítica para organizações que procuram vantagens e longevidade competitiva. Essas empresas criam ambientes que incentivam e comemoram a criatividade e a inovação porque sabem que é onde as mudanças positivas acontecem. Equipas fortes combinam o processo criativo - inventando, produzindo e fabricando - com a inovação necessária para descobrir novos processos, métodos e modelos de negócios e adaptando-se às mudanças - uma receita para o sucesso em qualquer organização.

Motivação

As organizações de sucesso sabem que uma equipa motivada é mais produtiva, comprometida e feliz. Têm o poder de tomar decisões sobre o seu próprio trabalho com base em expectativas claras, o que aumenta confiança, engagement e capacidade de tomar boas decisões. Também entendem que se levantam ou caem como uma equipa e que são igualmente reconhecidos pelos seus sucessos.


Positivismo

Como a água da chuva, o positivismo corre ladeira abaixo. Um líder positivo e enérgico que inspira confiança, incentiva a colaboração e a criatividade e procura o lado positivo, ajuda sua equipa a superar obstáculos, procurar soluções criativas e a apoiarem-se mutuamente em momentos stressantes e difíceis - uma atmosfera de 'um por todos e todos por um'.

Adaptabilidade

As equipas de sucesso são flexíveis e ágeis. Elas entendem que as situações mudam e os problemas surgem frequentemente sem aviso prévio. São mais capazes de 'seguir o fluxo', mudar de direção e concluir projetos com êxito, porque não se envolvem com a mudança em si, mas no processo de superar os desafios.

colaboração

A adaptabilidade e a criatividade estão no centro da verdadeira colaboração, algo que equipas fortes e as organizações que as empregam dependem para serem bem-sucedidas. Equipas altamente funcionais entendem as expectativas, são claras sobre metas e objetivos e tomam boas decisões; elas são incentivadas a comunicar abertamente, expressar opiniões, sugestões e preocupações e a discordar entre si (geralmente em força) num ambiente favorável; todas essas qualidades definem colaboração.

Confiança

Uma equipa forte sabe que os objetivos se definem em vários níveis. Cada membro tem uma compreensão clara de qual é o seu papel e qual o papel que desempenham no quadro geral. Elas têm um líder forte, no qual é possível confiar, quando necessário, não são ameaçados pela autonomia individual, mas apoiam o processo criativo, fornecem liderança e direção quando solicitados e atuam como uma caixa de ressonância confiável. Da mesma forma, uma equipa forte construiu uma base sólida de confiança entre seus membros para que cada indivíduo saiba que alguém o protege, e todos os membros podem contar com os outros para partilhar o peso do trabalho e prestar contas uns aos outros. Em vez do jogo da culpa, ninguém fica debaixo do autocarro porque todos são passageiros a bordo.

Construir uma equipa que tenha impacto requer foco, compromisso e um forte desejo de ajudar as pessoas a trazerem o melhor de cada um para a experiência do grupo. Mas as recompensas são substanciais. E você, que tipo de equipa gostaria de construir?


fonte: randstad canada