No início de 2020, graças à inesperada covid-19, o teletrabalho que até então era  apenas uma opção que já começava a ser escolhida por algumas empresas, deixou de ser uma alternativa e transformou-se numa obrigatoriedade e norma para muitos trabalhadores.
Sem dúvida que à primeira vista, trabalhar a partir do conforto de casa parece ser algo espetacular!  Estar no nosso próprio espaço… poupar tempo em deslocações… trocar o calçado (por vezes desconfortável) por umas pantufas ou chinelos…
No entanto, conseguir separar a vida profissional da vida pessoal tem vindo a revelar-se um desafio cada vez mais evidente. Neste artigo, pretendo principalmente dar a conhecer algumas dicas para possam enfrentar estas dificuldades e para que não tenham receio durante a adaptação. 

1º Separar o espaço de trabalho do espaço de lazer 

Este é o ponto mais importante de todos, quer a nível profissional quer a nível pessoal.  Quanto mais descontraídos e relaxados estivermos, maior será probabilidade de cometermos erros. Da mesma forma, se trabalharmos de forma constante no espaço que  tínhamos destinado ao nosso lazer e descanso, o mesmo irá ficar “contaminado” e a partir de um certo ponto será impossível estar lá sem nos lembrarmos do trabalho. É tão mau estar a trabalhar e pensar no jogo de futebol ou novela, como estar a descansar a ver esses programas, e a pensar no trabalho. 
Para prevenir que tal aconteça  é fundamental fazer esta separação física e definir o “cantinho do  trabalho” e o “cantinho do descanso”. 

2º Escolher um bom espaço de trabalho 

É fundamental, ao construir o seu “cantinho de trabalho”, escolher um espaço que seja confortável e onde consiga estar concentrado. O ideal será a escolha de uma divisão em que ruído exterior seja inexistente e que haja uma boa fonte de iluminação natural. Também deverá manter o espaço limpo e diminuir ao máximo qualquer possível fonte de distração. 

3º Definir rotinas 

Não havendo a necessidade de gastar tempo em deslocações, é possível dormir mais  um pouco mas não deve acordar e ir logo trabalhar. Tomar o pequeno-almoço, dar  uma pequena caminhada, ler um livro ou descontrair com um jogo, permite despertar e começar a trabalhar com mais motivação. Igualmente, definir horários de pausa e  planear as tarefas para o dia irá ajudar na organização e facilitar o 1º ponto. 

4º Manter o contacto

Trabalhar a partir de casa pode tornar-se bastante solitário com a falta de contacto que  o escritório providenciava. Assim, a utilização de chat rooms ou reuniões em vídeo com os colegas é essencial tanto para esclarecimento de dúvidas ou definir planos de trabalho, como para relaxar!

5º Família e amigos 

A partir do momento em que se habita um espaço partilhado, é necessário que exista respeito e compreensão. Não se pode “parar” a casa toda por se estar a trabalhar mas  ao mesmo tempo os restantes habitantes não devem organizar uma festa ou ver  televisão “aos berros”.  É importante que sejam comunicados os horários e os espaços laborais para que  durante esse período se mantenha o ambiente profissional ideal.

Estas são algumas pequenas mas bastante importantes dicas que, caso esteja a ter  problemas de adaptação ou com receio, irão certamente ajudar. 

escrito por
Fábio Sousa

Fábio Sousa

recruitment consultant, randstad portugal