Falar sobre quais os seus pontos fortes e fracos pode ser uma das partes mais difíceis da entrevista de emprego. Evite paralisar ao responder a esta pergunta com os nossos conselhos.


Se já o questionaram sobre "Quais são seus pontos fortes e fracos?" numa entrevista de emprego, provavelmente notou imediatamente o seu coração a acelerar. “Como digo os meus defeitos sem parecer terrível, e no que sou bom sem arrogância?”  Sim, é difícil. Mas existe uma fórmula secreta que o pode ajudar a ter sucesso: destaque uma qualidade ou competência positiva necessária para o trabalho a que se está a candidatar e minimize os negativos, mas seja sincero.

Avalie as suas fraquezas


Vamos começar pela parte problemática - as suas fraquezas. Esta é provavelmente a parte mais temida da questão. Todos temos pontos fracos, mas ninguém os quer revelar, especialmente numa entrevista.

Alguns exemplos de pontos fracos que pode mencionar incluem:

Ser demasiado crítico consigo mesmo
Tentar agradar a todos
Estar desatualizado em algum software relevante

A melhor maneira de lidar com esta questão é minimizar a característica negativa e enfatizar o positivo. Selecione uma fraqueza e encontre uma solução para a superar. Afaste-se das qualidades pessoais e concentre-se mais nas características profissionais. Por exemplo: "Eu orgulho-me de pensar sempre no “panorama geral”. Tenho que admitir que às vezes sinto falta de pequenos detalhes, mas certifico-me sempre que tenho alguém que esteja atento ao detalhe na minha equipa".


Avalie os seus pontos fortes


Quando é altura de se auto-promover, precisa de ser específico. Avalie quais as suas competências para identificar os seus pontos fortes. É um exercício que vale sempre a pena fazer antes de qualquer entrevista. Faça uma lista das suas competências, dividindo-as em três categorias:

Competências baseadas no conhecimento: adquiridas com educação e experiência (por exemplo, conhecimentos de informática, idiomas, diplomas e competências técnicas).
Competências transferíveis: as competências que adquire e que leva de emprego em emprego (por exemplo, comunicação e capacidade interpessoal, análise de resolução de problemas e planeamento).
Traços pessoais: as suas qualidades únicas (por exemplo, se é confiável, flexível, amigável, trabalhador, expressivo, formal, pontual e se trabalha bem em equipa).

Alguns exemplos de qualidades que pode mencionar incluem:

Entusiasmo
Confiabilidade
Criatividade
Disciplina
Paciência
Respeito
Determinação
Dedicação
Honestidade
Versatilidade

Ao concluir esta lista, escolha três a cinco dos pontos fortes que correspondam ao que o empregador procura no anúncio de emprego. Certifique-se de dar exemplos específicos para justificar a sua escolha se for questionado mais detalhadamente.

Planeie as suas respostas

Escreva uma afirmação positiva que possa proferir com confiança:

"A minha principal qualidade é a minha capacidade de adaptação face a mudanças. Como gestor de atendimento ao cliente no meu último trabalho, pude melhorar um ambiente de trabalho negativo e desenvolver espírito de equipa. Quanto às fraquezas, sinto que as minhas competências de gestão podem ser mais fortes, e estou constantemente focado melhorá-las".

Quando confrontado com esta pergunta numa entrevista, lembre-se de que o entrevistador procura um match. Ele está a construir um perfil com base nas suas respostas. Uma única resposta provavelmente não o impedirá de conseguir um emprego, a menos que, é claro, seja algo flagrante. Coloque a sua energia na exposição das suas qualidades - o que tem para oferecer. Em seguida, informe o entrevistador que, embora não seja perfeito, está a trabalhar em todas as fraquezas que possui.