introdução ao envolvimento dos profissionais

Muitos consideram o envolvimento dos profissionais uma forma de prever o desempenho da força de trabalho. Um alto nível de envolvimento pode impulsionar resultados empresariais, como o aumento da produtividade e maior satisfação do cliente. Por outro lado, a falta de envolvimento da força de trabalho pode ter um impacto negativo e custoso, como maior rotatividade e aumento do absentismo.

Considerando o atual mercado de trabalho altamente competitivo, os custos crescentes e as flutuações da procura dos consumidores, manter uma força de trabalho produtiva é mais importante do que nunca. Estes fatores tornam o foco no envolvimento dos profissionais uma prioridade. Continue a ler para saber mais sobre o que é o envolvimento dos profissionais, por que é crucial para a sua organização e como impulsioná-lo na sua força de trabalho.

1

o que é envolvimento dos profissionais?

O envolvimento dos profissionais é frequentemente um termo mal compreendido. Não é equivalente à felicidade do profissional ou à satisfação no trabalho. Na verdade, um trabalhador pode estar feliz com o seu emprego e até satisfeito com a  sua carga de trabalho, mas ainda assim não estar envolvido no ambiente corporativo. Embora o envolvimento dos trabalhadores possa impulsionar níveis mais altos de satisfação e felicidade no local de trabalho, é uma medida diferente.

Pode definir o envolvimento dos profissionais como o nível de comprometimento e entusiasmo que eles têm em relação ao seu trabalho, empregadores e locais de trabalho. Talentos altamente envolvidos importam-se com os seus empregadores e com os seus valores fundamentais. Não é incomum que esses trabalhadores atuem como defensores da marca da organização, indicando tanto candidatos com potencial como mais clientes.

Por outro lado, trabalhadores pouco envolvidos sentem-se desconectados dos empregadores, bem como dos objetivos e valores da empresa. Podem sentir-se indiferentes ou até ter uma opinião negativa dos seus empregadores. Muitas vezes, carecem de motivação para avançar dentro de uma empresa, o que pode levar a taxas mais altas de rotatividade e produtividade reduzida.

engagement dos profissionais vs experiência dos profissionais

O envolvimento dos profissionais não deve ser confundido com a experiência dos mesmos. O engagement mede o nível de comprometimento que os trabalhadores têm com o seu empregador. A experiência refere-se à jornada de um profissional desde a fase da pré-contratação até à aposentadoria.

2

por que o envolvimento dos profissionais é importante para a sua empresa?

A sua força de trabalho é um dos investimentos mais valiosos e caros. Os trabalhadores são frequentemente os primeiros em contacto com os seus clientes ou contribuem diretamente para a qualidade dos seus produtos ou serviços. Por isso, faz todo o sentido desejar trabalhadores que estejam comprometidos com a empresa.

O envolvimento dos profissionais tem o poder de impulsionar ações positivas e proporcionar resultados comerciais aprimorados. Talentos envolvidos e comprometidos com os seus empregadores resultam numa situação em que todos saem a ganhar. Quando o envolvimento é baixo ou inexistente, o efeito pode ser o oposto, podendo reduzir a moral no local de trabalho, diminuir a produtividade e aumentar os custos.

De acordo com um estudo recente, as empresas com altos níveis de envolvimento dos profissionais alcançam melhores resultados comerciais, tais como:

Estas não são as únicas vantagens de construir uma cultura de engagement. Existem vários outros benefícios do envolvimento dos profissionais, incluindo:

construir retenção de longo prazo

Estudos mostram que 40% dos trabalhadores ao redor do mundo estão ativamente à procura de mudar de emprego. Isso é desanimador, pois se qualquer pessoa da sua força de trabalho deixar a empresa pode ser custoso e disruptivo. Uma das melhores maneiras de combater essa possível perda é aumentar os níveis de engagement dos colaboradores no local de trabalho. Trabalhadores envolvidos — aqueles que são comprometidos com os objetivos e missão da empresa — têm mais probabilidade de permanecer por mais tempo.

fortalecer a marca empregadora

Os colaboradores, tanto atuais como antigos, têm mais poder para compartilhar informações sobre os seus empregadores do que nunca. Os sites de avaliação de empregadores oferecem  um espaço para compartilhar as suas experiências de trabalho. Muitos candidatos recorrem a esses websites ao decidir se devem ou não candidatar-se a uma vaga. E, de acordo com um estudo recente, mais de 50% desses candidatos não se candidatariam a empresas com avaliações online negativas.

Apenas uma avaliação online negativa pode reduzir a sua pool de talentos e fazer com que perca alguns dos candidatos mais qualificados. Altos níveis de envolvimento dos profissionais no local de trabalho podem ajudar a sua organização a reduzir o risco de avaliações negativas e fortalecer a sua marca como empregador. Colaboradores envolvidos também estão comprometidos com o sucesso da empresa e têm mais probabilidade de deixar avaliações positivas, mesmo após mudarem de posição.

group conversation in a boardroom
group conversation in a boardroom

criar uma força de trabalho resiliente

Se as perturbações no local de trabalho nos últimos anos ensinaram alguma coisa aos empregadores, é a necessidade de criar uma força de trabalho resiliente. Colaboradores engajados sentem ter um compromisso com os seus empregadores e lutam pelo sucesso do negócio. Essas características são fundamentais ao construir uma força de trabalho que possa navegar tanto em momentos positivos como negativos.

manter a vantagem competitiva

Analisando os benefícios combinados de colaboradores envolvidos, é fácil perceber como melhorar o engagement no local de trabalho pode fornecer uma vantagem competitiva. Estudos mostram que organizações que priorizam o envolvimento no ambiente de trabalho são 23% mais lucrativas do que empresas que não o fazem.

3

como medir o envolvimento dos colaboradores

Considerando o valor que o engagement da força de trabalho pode trazer para a sua empresa, é importante acompanhar, medir e fomentar o mesmo. Compreender os níveis de envolvimento dos profissionais na sua organização permite que compare o seu desempenho com os padrões da indústria e avalie o sucesso de qualquer estratégia futura de envolvimento.

Pode dividir os colaboradores envolvidos em quatro categorias básicas, incluindo:

  • Envolvimento de alto nível: estão totalmente envolvidos no local de trabalho. Estes frequentemente tornam-se defensores leais da marca para a organização.
  • Envolvimento de nível moderado: estão principalmente envolvidos no local de trabalho, mas há alguma razão pela qual não têm engagement total. Embora esses colaboradores geralmente tenham um bom desempenho no trabalho, também podem ser facilmente persuadidos a mudar de emprego para avançar nas suas carreiras.
  • Envolvimento de baixo nível: trabalhadores com baixos níveis de engagement correm grande risco de deixar o seu empregador atual ao procurar outras oportunidades. Estes trabalhadores frequentemente carecem de motivação no local de trabalho e podem ter desempenho abaixo do esperado nas suas funções.
  • Desenvolvimento: estes trabalhadores podem causar estragos no local de trabalho. Têm, frequentemente, uma perceção negativa do seu empregador e têm um desempenho abaixo do esperado, o que pode ter um impacto negativo nos seus colegas.

Compreender em qual categoria os seus colaboradores se enquadram é fundamental para medir o engagement dos trabalhadores na sua organização. Confira a seguir algumas estratégias para o medir:

realizar uma pesquisa de engagement de colaboradores

Os empregadores utilizam pesquisas no local de trabalho para recolher vários tipos de feedback dos profissionais: desde benefícios desejados até ideias para festas de fim de ano. As pesquisas de engagement oferecem um método rápido e fácil para recolher informações sobre diversos tópicos. No entanto, é crucial não sobrecarregar os seus trabalhadores com muitas pesquisas. Fazer isso pode, possivelmente, diminuir a precisão dos resultados.

A falta de ação com base no feedback da pesquisa pode representar outro desafio. Por exemplo, se os seus colaboradores expressarem preocupações sobre a falta de crescimento profissional dentro da empresa e se não tomar medidas com base nesse feedback, isso pode, na verdade, diminuir o engagement. Se realizar pesquisas de engagement dos profissionais, certifique-se de ter um plano de ação para abordar qualquer feedback.

two men talking in the office
two men talking in the office

realizar entrevistas individuais

Entrevistas de saída podem ajudar a entender se os seus trabalhadores estão a sair devido à falta de envolvimento no local de trabalho. No entanto, calculamos que não queira esperar até perder os seus trabalhadores para perceber que há um problema. Em vez disso, peça aos seus gerentes para realizar entrevistas individuais periodicamente como uma ferramenta para medir o envolvimento dos profissionais. Os trabalhadores podem estar mais dispostos a compartilhar os seus sentimentos sobre a sua organização num ambiente mais restrito.

Assim como nas pesquisas, é importante ter um plano de ação em vigor para lidar com o feedback dos profissionais antes de realizar as entrevistas. Além disso, nunca se deve medir o engagement no local de trabalho com base apenas nessas entrevistas. Esses resultados são baseados nas opiniões dos gerentes e podem ser distorcidos com base em preconceitos conscientes e inconscientes.

calcular o eNPS

O Índice Líquido de Promotores do Empregador (eNPS) é uma ferramenta amplamente utilizada por muitos empregadores para medir a satisfação no trabalho. Esta pede aos colaboradores que avaliem quão propensos estão a recomendar o empregador a outros candidatos a emprego e porquê. Esta pontuação pode ajudar a sua organização a avaliar a lealdade entre os trabalhadores, o que é um componente chave do engagement dos trabalhadores.

  • Utilize métricas adicionais de envolvimento dos colaboradores.

Embora a pontuação do eNPS seja uma ferramenta crucial para medir o envolvimento dos profissionais, não mostra ao panarama geral em relação ao engagement no local de trabalho. É importante acompanhar outras métricas vitais, incluindo:

  • Taxas de retenção de colaboradores
  • Taxas de absentismo
  • Taxas de satisfação dos colaboradores
  • Taxas de satisfação do cliente
  • Resultados do desenvolvimento profissional
  • Taxas de produtividade da força de trabalho
  • Resultados do bem-estar dos colaboradores
4

principais fatores que afetam o envolvimento de profissionais

Antes de criar uma estratégia de negócios para impulsionar o envolvimento da força de trabalho, é necessário entender, primeiro, os principais impulsionadores do mesmo. Abaixo, há uma análise dos principais fatores que impactam o envolvimento dos colaboradores.

sentimento de pertença

De acordo com o nosso estudo Workmonitor 2023, 54% dos trabalhadores afirmam que deixariam os seus empregos se não tivessem um sentimento de pertença em relação à empresa em que trabalham. Este dado mostra claramente que os trabalhadores desejam fazer a diferença. Eles querem saber que trazem valor para a empresa. Isso é uma boa notícia para os empregadores, uma vez que  mostra sinais de que os profissionais desejam ser leais aos empregadores.

confiança no empregador

Um estudo recente do MIT mostra que os colaboradores que confiam nos seus empregadores são mais motivados no trabalho, têm taxas mais baixas de absentismo e têm mais probabilidade de permanecer na empresa. Infelizmente, apenas 25% dos trabalhadores afirmam confiar totalmente nos seus empregadores.

liderança forte

Altos níveis de envolvimento dos colaboradores requerem uma liderança forte. Os profissionais de hoje querem líderes que possam comunicar claramente os seus objetivos, metas e expectativas do trabalho na empresa. Sem clareza e comunicação forte, impulsionar o envolvimento no local de trabalho pode ser quase impossível.

experiência positiva do profissional

Como explicado anteriormente, a experiência do profissional diz respeito à jornada que ele percorre desde a fase de recrutamento até à rescisão. Os seus trabalhadores lembrarão como se sentiram em cada estágio desta jornada. Portanto, criar uma experiência positiva à medida que eles avançam pela jornada pode ajudar a construir o engagement no local de trabalho. Segundo a McKinsey & Company, mais da metade do envolvimento de um trabalhador é causado pelo reconhecimento não financeiro e pela sua experiência.

ferramentas e treino adequados

Trabalhadores de todas as indústrias podem ficar frustrados quando não têm os recursos e o treino necessários para se destacar no ambiente de trabalho. Por exemplo, um estudo revela que 91% dos colaboradores estão frustrados com a tecnologia no trabalho, e alegam que está desatualizada ou que lhes falta formação para usá-la eficientemente. É crucial que os seus trabalhadores tenham as ferramentas necessárias para ter um bom desempenho.

reconhecimento frequente dos profissionais 

Cada profissional deseja receber reconhecimento por um trabalho bem feito. Infelizmente, apenas um em cada quatro profissionais acredita receber o reconhecimento que merece.

pessoas certas

o que impacta o engagement dos profissionais?

leia mais
5

o papel dos gerentes no aprimoramento do envolvimento de colaboradores

Um estudo recente mostra que 50% dos trabalhadores que trocaram de emprego afirmam que o motivo principal era um mau gestor. Este é um número incrivelmente alto que não se pode ignorar. O primeiro passo é desenvolver um processo para identificar gerentes tóxicos no local de trabalho, uma vez que estão a afastar os seus trabalhadores e a prejudicar os seus esforços para impulsionar o engagement dos profissionais.

Nem todos os gerentes que promovem a falta de engagement no local de trabalho são tóxicos e precisam de ser substituídos. Em muitos casos, estes não compreendem o impacto do engagement dos trabalhadores nos resultados comerciais ou como impulsionar o envolvimento no local de trabalho.

Se deseja melhorar o engagement dos trabalhadores na sua organização, deve fornecer treino adequado aos seus gestores. Aprender dicas sobre como se deve conectar com os seus trabalhadores e outras maneiras de melhorar o engagement dos profissionais pode ajudar os seus gerentes a mudar comportamentos negativos, o que os tornará líderes melhores.

PeopleConnecting_illustration_UseBackgroundBlue_RGB.png

como os gerentes influenciam o envolvimento dos profissionais

leia mais
6

estratégias para melhorar o engagement de talentos

Apesar de inúmeros estudos destacarem as vantagens do envolvimento dos colaboradores, a última pesquisa da Gallup mostra que apenas 21% dos trabalhadores em todo o mundo estão envolvidos no local de trabalho. Além disso, 18% dos profissionais admitem estar pouco envolvidos no trabalho.

Quando quase um em cada cinco trabalhadores se sente pouco envolvido no emprego, claramente ainda há trabalho a ser feito. Como empregador, existem várias medidas práticas para melhorar o engagement dos trabalhadores na sua organização.

crie um plano eficaz de comunicação

A comunicação é um componente chave do envolvimento dos colaboradores. É importante desenvolver uma estratégia de comunicação que ofereça transparência. Embora talvez não seja possível fornecer todos os detalhes da empresa aos trabalhadores, compartilhar frequentemente informações sobre metas e objetivos da empresa pode ajudar na promoção do engagement. Lembre-se de que a comunicação é bidirecional. Portanto, também é necessário desenvolver um processo para recolher e responder ao feedback dos profissionais.

forneça aos trabalhadores as ferramentas necessárias

Para maximizar o seu investimento em capital humano, é crucial garantir que seus talentos tenham as ferramentas, recursos e treino necessários para realizar as suas funções. Os seus trabalhadores desejam ter bom desempenho no trabalho, mas sem as ferramentas certas, eles podem ficar frustrados e deixar de estar envolvidos rapidamente. Ter as ferramentas certas pode impulsionar tanto a satisfação no trabalho quanto o engagement. Por exemplo, um estudo recente mostra que 48% dos profissionais acreditam que ter as ferramentas e formação tecnológicas certas os torna mais produtivos, e 35% acreditam que a tecnologia lhes dá mais flexibilidade no local de trabalho.

desenvolva uma estratégia clara de desenvolvimento de colaboradores

O crescimento profissional é importante para os seus talentos e deve ser tão importante para a sua organização. Se a sua empresa ainda não o fez, agora é o momento de desenvolver uma clara estratégia de desenvolvimento de colaboradores. Certifique-se de criar um programa de desenvolvimento pessoal que seja justo, transparente e disponível para trabalhadores em todos os níveis dentro da empresa. Isso pode melhorar o engagement no local de trabalho, as taxas de retenção e a motivação dos profissionais.

priorizar reconhecimento dos colaboradores

Com 40% dos trabalhadores ao redor do mundo à procura de novas oportunidades de emprego, a sua organização deve priorizar o reconhecimento dos colaboradores. Aqueles que se sentem desvalorizados no local de trabalho frequentemente estão pouco envolvidos. O seu reconhecimento deve começar de cima para baixo e envolver mais do que apenas avaliações de desempenho anuais. Para que o reconhecimento impulsione o envolvimento dos colaboradores e os incentive a permanecerem, este deve ser frequente, significativo e incluir todos os trabalhadores.

ofereça flexibilidade no local de trabalho

De acordo com nosso estudo Workmonitor 2023, 48% dos trabalhadores deixariam os seus empregos se os impedissem de desfrutar das suas vidas. A flexibilidade no local de trabalho não é apenas um benefício agradável de oferecer, mas uma expectativa de muitos profissionais. A flexibilidade no local de trabalho significa oferecer opções de modelo de  trabalho remoto ou híbrido, ou dar aos trabalhadores tempo adicional para cuidar de assuntos pessoais. Se a sua empresa limita a flexibilidade no local de trabalho, considere opções alternativas, como trocas de turnos ou permitir que os trabalhadores escolham em quais dias trabalhar.

Illustration two puzzle pieces fit together

melhores práticas para melhorar o engagement dos profissionais

leia mais
7

como a randstad o pode ajudar a melhorar o envolvimento de talentos

Com mais de 60 anos de experiência em parceria com empresas para adquirir e reter os melhores talentos, temos uma compreensão profunda do envolvimento dos colaboradores, as suas vantagens e estratégias para fomentá-lo. Por exemplo, os nossos estudos Workmonitor e Randstad Employer Brand Research mostram as necessidades da força de trabalho global em evolução, fornecendo insights para o desenvolvimento de estratégias eficazes de engagement dos profissionais.

Outra iniciativa é o nosso programa Customer Delight, que nos permite obter insights mais profundos sobre as necessidades dos empregadores e as aspirações, interesses e preferências dos candidatos a emprego. Ao adotar essa abordagem, conseguimos oferecer combinações superiores entre empregadores e talentos, o que resulta em taxas de retenção mais altas e maior satisfação no trabalho.

experiência do candidato

como a Randstad pode ajudar a melhorar o envolvimento dos seus talentos

leia mais