Lisboa, 11 de novembro, 2021 – Pelo 7º ano consecutivo, a Randstad volta a ser integrada no Índice Mundial Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI), sendo a única prestadora de serviços de Recursos Humanos,  na categoria Serviços Profissionais. Este ano, a Randstad foi reconhecida como a melhor empresa no critério de Materialidade, sendo assim valorizados os esforços contínuos para compreender e medir os níveis de criação de valor a longo prazo e manter a transparência com todos os stakeholders. 

Lançado em 1999, o DJSI reconhece as empresas líderes em cada sector da indústria pelo seu desempenho responsável no âmbito económico, ambiental e social. 

A contínua inclusão da Randstad neste índice reflete o empenho em colocar o propósito no centro de tudo o que faz. O fundador, Fritz Goldschmeding, criou a Randstad com cinco valores centrais na sua génese – conhecer, servir, confiar, procura pela perfeição e promoção simultânea de todos os interesses. Estes princípios continuam a estar no centro de tudo o que a Randstad faz nos dias de hoje.

Como parte do um futuro sustentável, a Randstad assumiu o compromisso dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (SDG), contribuindo para quatro em particular: - trabalho justo e crescimento económico; -redução das desigualdades; - igualdade de género; - qualidade na educação. 

A Randstad também acredita num futuro de trabalho sustentável  do ponto de vista ambiental, pelo que se comprometeu também com o GDS sobre a ação climática, juntando-se à iniciativa "Science Based Targets Business Ambition" para um compromisso de 1,5ºC, concordando em estabelecer metas baseadas na ciência com a ambição do Net Zero até 2050.

"A nossa ambição é tocarmos a vida profissional de 500 milhões de pessoas em 2030, criando um mundo mais sustentável enquanto o fazemos. Integrar pelo sétimo ano consecutivo o Índice Dow Jones de Sustentabilidade é o reafirmar do nosso propósito e ao mesmo tempo reforça a nossa posição de liderança, uma liderança que queremos que sirva de exemplo para que mais empresas assumam o seu compromisso com a sustentabilidade", afirma José Miguel Leonardo, CEO da Randstad Portugal.