Empreendedorismo: o mito da idade

Esqueçam tudo o que ouviram dizer sobre génios de 22 anos, sentados em escritórios nas suas startups de Silicon Valley. Ainda que as boas ideias possam surgir em qualquer idade, é preciso experiência para que se transformem em histórias de sucesso. Steve Jobs tinha 21 anos quando ajudou a fundar a Apple, mas tinha 43 anos quando a empresa criou o iMac.

Por Meredith Somers, MIT Management Sloan School

Segundo um relatório de Pierre Azoulay, professor na MIT Sloan, e Daniel Kim, aluno de doutoramento, a média de idades é de 42 anos para os empreendedores que criaram empresas e conseguiram contratar pelo menos um colaborador.

«Sem qualquer outro indicador, tendo duas ideias idênticas, uma proposta por um jovem e outra proposta por uma pessoa de meia-idade, tendo apenas isso como diferenciador, é melhor – para augurar sucesso – apostar na pessoa de meia-idade», afirma Azoulay.

Para encontrar a relação entre idade e empreendedorismo, Kim e Azoulay tiveram acesso aos dados do Governo, mais especificamente dados administrativos, do Longitudinal Business Database do Censo norte-americano, e a dados de negócios Schedule K-1 do Internal Revenue Service.

A equipa analisou dados de cerca de 2,7 milhões de pessoas que fundaram negócios entre 2007 e 2014 e que contrataram pelo menos um colaborador. Juntamente com a média de idade dos empreendedores, também ficaram a saber que os fundadores de novos negócios com o crescimento mais alto tinham uma média de idade de 45 anos.

Os investigadores dividiram os dados em emprego na alta tecnologia, empresas com apoio de fundos de investimento e empresas de patenteação. Nos Estados Unidos da América, por todo o país, a média de idade dos fundadores era de 43, 42 e 45 anos de idade, respectivamente, para cada divisão.

A equipa analisou idades e startups em áreas como Califórnia, Nova Iorque, Massachusetts e, especificamente, Silicon Valley. O mais perto que a idade dos fundadores esteve de “jovem” foi nas empresas apoiadas por fundos de investimento, onde a média se encontrava nos 39 anos de idade, em Nova Iorque.

Similarmente, a média de idades dos fundadores nos setores de tecnologias “mais jovens” – neste caso, as empresas de telecomunicações sem fios – era de 39 anos de idade.

Kim e Azoulay também descobriram que os empreendedores tinham 125% mais hipóteses de sucesso se anteriormente estivessem estado empregados no setor em particular em que estariam a criar um negócio.

A verdade é que, neste momento, algumas ideias podem não estar a receber fundos porque os seus fundadores de 37 anos são vistos como “acabados”. Mas Bill Gates e Jeff Bezos, por exemplo, tiveram mais sucesso aos 50 anos do que aos 20.

Quanto a todos os jovens de 20 anos que sonham ser o próximo Mark Zuckerberg, Kim alerta: «Quem tem 22 anos ou acabou talvez de sair de um programa de MBA com a perspetiva social de que deve ser um empreendedor imediatamente, deve ter consciência de que podem ter uma excelente ideia, mas não ter as competências certas ou a experiência necessária para impulsionar essa ideia.»