(not so) silly season

Imagine-se na praia, a sentir o calor e a brisa do mar, no equilíbrio perfeito de energia e tranquilidade que gostaria de ter todos os dias. Ou então voe até ao Brasil, Nova Iorque ou Dubai e visualize um daqueles momentos em que nos cruzamos com uma boa prática de uma empresa internacional e ficamos com muita vontade de a importar e de a aplicar no regresso ao trabalho.

As melhores ideias, os grandes insights, as soluções criativas e inovadoras para problemas complexos, surgem muitas vezes quando estamos distantes do contexto, descontraídos, em situações positivas e perto de pessoas, lugares ou acontecimentos que nos inspiram. Este cenário perfeito parece corresponder às férias de Verão.

Se deveria continuar a trabalhar nas férias? Somos acérrimos defensores de “desligar” durante as férias, de as aproveitar ao máximo e de ganhar energia para que o regresso ao trabalho corra da melhor forma. Na era do work-life blending e de new ways of working torna-se complicado dar conselhos que se possam generalizar sobre como pensar/fazer o trabalho nas férias. O que nos parece mais razoável é que, independente do volume de trabalho durante as férias, cada um de nós deve encontrar alguns momentos para desconectar totalmente e gerir as actividades profissionais da melhor forma.

A verdade é que, nos profissionais que acompanhamos em career counseling, outplacement ou redeployment, vemos um padrão muito positivo no regresso de férias. No reencontro estão mais ativos, trazem muitas ideias e planos novos e, acima de tudo, chegam com mais certeza sobre o que querem e que não querem. Sente-se essa clareza nas sessões individuais de consultoria, nas entrevistas de emprego, nos workshops e nos eventos de Networking que promovemos.

Apresentamos assim algumas iniciativas para fazer enquanto descansa, que podem potenciar a  sua vida profissional:

1. Se lhe surgir alguma ideia brilhante, registe de imediato no telemóvel ou no travel book e não volte à mesma até voltar ao escritório.

2.Se se cruzar com pessoas interessantes que o possam inspirar profissionalmente, troque contactos, para estabelecer ligações em Setembro.

3.Se gostar de ler, pode escolher livros sobre competências técnicas ou comportamentais que precise desenvolver.

4.Se estiver noutro país, aproveite para colocar algumas questões sobre as dinâmicas no seu sector/negócio naquele mercado.

5.Aproveite a rentrée para se encontrar com amigos ou conhecidos que o possam apoiar numa avaliação da sua carreira ou até numa evolução profissional

6.Cuide de si: descanse, faça exercício físico e tenha uma alimentação saudável.

7.Tente conhecer-se melhor. Perceba que actividades lhe dão maior prazer e onde tem melhor desempenho: Prefere estar em contextos com muitas pessoas ou mais sozinho? Gosta mais que organizem as suas férias ou prefere organizar? O plano de viagens é completamente detalhado ou mais flexível e aberto a aventuras? O que valoriza nas férias…? Ou até perguntas mais esotéricas: qual o sentido da vida para si? Algumas das respostas podem ajudá-lo a conhecer-se melhor e a definir um plano (de vida) interessante para o próximo ano ou décadas. Essas questões também são sempre pontos de partida interessantes para boas conversas ao pôr-do-sol.

 

Em Setembro, se precisar repensar a sua carreira ou progressão interna, estaremos aqui para trocar ideias ou lançar questões que o poderão ajudar a clarificar alguns objectivos.

Boas férias!