Uma pesquisa recente determinou que " falta de empatia pelo chefe" é a razão pela qual 31% dos colaboradores deixam o seu emprego. Ninguém quer ser esse chefe, aquele que pratica microgestão, reclama constantemente da dificuldade do trabalho e parece não entender a parte "construtiva" da crítica construtiva.

Felizmente, ser esse tipo de chefe é facilmente evitado. Pode levar um pouco de esforço, mas adotar um estilo de chefia construtivo e seguir as dicas de gestão que apresentamos irá melhorar o seu ambiente de trabalho.

Quer seja um supervisor recém-formado que foi recentemente promovido a uma posição de autoridade (parabéns!), ou um chefe com anos de experiência em uma função de gestão, nunca é tarde para ser um chefe melhor. Comece por ler estas 10 dicas:
 

1. ser um líder, não um ditador

A diferença entre perguntar e ordena é gritante. Se faz exigências e fala duramente com os seus funcionários, o ressentimento é uma coisa certa. Peça mudanças e lidere com respeito. Provavelmente os seus colaboradores entendem o que devem fazer. Faça check-ups regularmente para garantir que eles estão dentro do objetivo e pergunte como pode ajudá-los a atingir os seus objetivos pessoais de trabalho e os objetivos gerais da empresa. Este tipo de estrutura de suporte é mais produtivo do que demandas e microgestão.

2. ouça os seus colaboradores

Qualquer guia sobre estilos de gestão eficazes dirá que a comunicação é essencial. Lembre-se de que manter as linhas de comunicação abertas é uma viagem com dois sentidos. Para ser um gestor eficaz  precisa de comunicar as suas expectativas aos funcionários, mas também deve permitir que eles façam o mesmo. Se os seus colaboradores precisam de apoio ou desejam compartilhar um feedback bom ou mau, eles devem sentir-se à vontade para o fazer. Preste atenção e faça uma tentativa honesta de entender o ponto de vista deles. Se apresentarem queixas, não as ignore. Em vez disso, ajude a criar soluções que resolvam o problema de raiz.
 

3. considere-se parte da equipa

Os gestores mais eficazes entendem que fazem parte da equipa  que chefiam. Embora seja você quem fornece diretrizes e delega tarefas, não significa que esteja acima da sua equipa. Pensar em si mesmo como "um membro da equipa" ajudá-lo-á a entender a mentalidade de seus subordinados e garantirá a possibilidade de prestar assistência quando eles precisarem de ajuda. Se reconhece que sua equipa é uma unidade, é fácil perceber que devem trabalhar juntos e apoiar-se mutuamente com as suas forças individuais. Isso inclui a sua.

4. contrate o talento certo

Os grandes líderes cercam-se de talentos altamente qualificados nos quais podem confiar para realizar o trabalho. Como líder deve poder delegar tarefas à sua equipa. Se contratar as pessoas certas para realizar essas tarefas, o  seu trabalho será mais fácil, assim como o de todos os outros elementos da sua equipa. Uma rede de profissionais talentosos que se apoiam, colaboram e se complementam é a chave para uma equipa forte.

5. ser um mentor

Como líder provavelmente tem mais experiência profissional do que aqueles que trabalham abaixo de si. Em vez de acumular a sua experiência, compartilhe-a! Ajude os colaboradores a crescer e a desenvolver as suas competências. A tutoria do seus funcionários demonstra que você se importa com a sua trajetória de carreira para além do que eles podem fazer por si. Se é realmente um bom mentor, os seus funcionários serão melhores para compartilhar a sua experiência.

6. liderar pelo exemplo

Pode ser fácil para os chefes serem sugados pela mentalidade de que devem ser apenas gestores e não ficar presos nas trincheiras com seus funcionários. Esta é a maneira errada de ver o seu papel. Como líder, cabe-lhe a si definir o padrão. Mostre como deseja que as coisas sejam feitas, em vez de contar. É mais provável que os funcionários respeitem os gestores que seguem suas próprias regras.

 7. construir confiança

Existem muitas maneiras de criar confiança. De facto, muitos dos outros pontos desta lista são também sobre a construção de confiança e respeito dos colaboradores. O simples facto é que os funcionários que acreditam em si e nas suas competências têm maior probabilidade de se esforçar. Se eles o respeitarem, provavelmente também quererão impressioná-lo com a sua paixão e dedicação ao trabalho.

8. não faça dos elogios taboo

Muitos chefes gastam o seu tempo a corrigir os seus colaboradores e dar palestras sobre a maneira "certa" de fazer as coisas. Isto apena cria colaboradores ressentidos. Embora elogiar não deva ser a sua única forma de comunicação com os colaboradores, também não o deixe cair no esquecimento. Quando um de seus colaboradores fizer algo bem, informe-o! Isso não significa que críticas construtivas não sejam aplicáveis. Significa simplesmente que sabe reconhecer o que está bem, para além do que necessita de melhoria. É mais provável que os funcionários prosperem num ambiente equilibrado que inclua ambos.

9. estabeleça metas razoáveis

Definir metas para si e para a sua equipa é uma parte importante do progresso. Uma equipa sem objetivos pode ser uma equipa sem direção.Comunique as metas e objetivos a alcançar. Reuniões de equipa regulares são uma ótima maneira de garantir que todos estão alinhados e seguem uma rota para o sucesso.

10. incentivar a resolução de problemas

Como gestor, não precisa de resolver todos os problemas por conta própria. Se os acompanha até agora, sabe reconhecer que seus colaboradores são o seu maior bem. Se contratou pessoas talentosas, a sua equipa deve ser auto-suficiente até certo ponto. Eles são tão capazes de resolver problemas quanto você. Não precisa de intervir constantemente para apagar incêndios se tiver uma equipa capaz ao seu redor.

fonte: randstad canada