Para ter sucesso em sectores competitivos como são o da produção e logística, é preciso talento com as competências, conhecimentos e experiência corretos na força de trabalho. Mas pesquisas têm sugerido que a aquisição de talento especializado é um grande desafio para as empresas nestes sectores, com a indústria transformadora global a enfrentar uma potencial escassez de 7,9 milhões de trabalhadores especializados até 2030.                    

Se o acesso ao talento industrial especializado é uma preocupação para os líderes, estes devem ser pró-ativos e pensar nas medidas que podem pôr em prática para identificar, atrair e contratar as pessoas certas. Um dos aspetos mais importantes do recrutamento é o processo de entrevista. Este é o ponto onde se começa a ter uma imagem mais clara dos candidatos individuais, das suas capacidades existentes e do seu potencial de crescimento dentro da organização.

As entrevistas são a melhor oportunidade para avaliar a compatibilidade de um candidato a emprego com o negócio e o cargo em questão, concentrando-se em três dimensões-chave: adequação ao emprego, adequação ao chefe e adequação à empresa. No site da Randstad Canadá analisa-se mais de perto cada uma destas três dimensões, bem como a forma como podem enfatizar a segurança quando procuram preencher cargos de produção e logística.

 

avaliar a adequação para o cargo numa entrevista

Antes de mais, deve ter-se confiança de que qualquer pessoa contratada tem as qualidades necessárias para fazer o trabalho com o nível esperado. Isto significa encontrar pessoas que tenham as competências, conhecimentos técnicos e experiência adequados para serem bem-sucedidas na função, mas que também tenham um interesse genuíno no trabalho e uma vontade de continuar a aprender e a desenvolver.

Ter este entusiasmo pelo trabalho e um empenho no crescimento profissional é particularmente importante. Pode haver muitas pessoas que possuem as competências em bruto necessárias para desempenhar um cargo, mas para realmente prosperarem e alcançarem os melhores resultados para si próprios e para o seu empregador, os trabalhadores precisam de estar empenhados e motivados.

Quando chegarem à fase de entrevista do processo de recrutamento, é vital planear com antecedência e conceber perguntas orientadas que ajudarão a avaliar a aptidão de cada candidato para o cargo.

Uma das principais prioridades para muitas empresas nos sectores da produção e da logística é encontrar profissionais capazes de utilizar sistemas e equipamentos específicos. Por conseguinte, pode ser importante perguntar aos candidatos a emprego as ferramentas que utilizaram em funções anteriores, qualquer formação relevante que receberam e as qualificações ou certificações que obtiveram como resultado.

Poderá também haver um enfoque no desempenho e produtividade dos candidatos individuais nos seus empregos anteriores. Isto pode implicar perguntas sobre a forma como a sua produtividade foi medida e os métodos que utilizaram para manter a eficiência e cumprir prazos.

Exemplos de perguntas para avaliar a aptidão para o trabalho:

  • Como era um dia de trabalho típico no seu último emprego?
  • Como foi medida a sua produtividade?
  • Era responsável pela manutenção ou reparação de que equipamento?
  • Porque deixou o seu último emprego?

 

avaliar a adequação com o chefe numa entrevista

Uma vez dadas as garantias de que uma potencial contratação é adequada para a função específica, terão de determinar se é compatível com o seu potencial gestor. A forma como um novo colaborador age com o seu chefe e responde ao estilo de gestão do seu supervisor terá um grande impacto na sua fácil integração no negócio e demonstrará se é ou não capaz de se lançar no seu novo emprego. Isto é importante por várias razões para além da felicidade pessoal e da produtividade do novo colaborador, como por exemplo:

  • Dá um exemplo positivo a outros colaboradores que veem os gestores acolher e apoiar o novo pessoal
  • Atenua a disrupção que pode afetar o resto da força de trabalho se um novo colaborador tiver um começo difícil no seu cargo
  • Limita a rotatividade, reduzindo o risco de as pessoas saírem pouco tempo depois da sua chegada devido a más relações com os gestores.

Então, o que podem fazer para maximizar a probabilidade de um bom alinhamento com o chefe? As perguntas feitas nas entrevistas serão cruciais. Um assunto que deverá ser focado é a motivação. O entrevistado poderá ser inquirido sobre os gestores anteriores que foram particularmente bem-sucedidos na sua motivação e os métodos que essa pessoa usou e que se revelaram tão eficazes.

Podem também obter algumas perspetivas interessantes adotando a abordagem oposta e perguntando sobre uma altura em que o candidato se sentiu desmotivado. Ao pedirem um exemplo específico disto e depois falarem sobre como lidaram com a situação, podem aprender mais sobre eles como indivíduos, e também sobre os estilos de gestão que melhor funcionam para eles.

Exemplos de perguntas para avaliar o alinhamento com o chefe:

  • Pode descrever o melhor supervisor que já teve e o que mais apreciou nele?
  • Que métodos usaram os seus antigos supervisores que considerou inspiradores ou motivadores?
  • Pode falar-me de um supervisor com quem não gostou de trabalhar?
  • O que, especificamente, achou difícil na sua abordagem e como lidou com a situação?

 

avaliar o alinhamento com a empresa numa entrevista

Alargando ainda mais o seu âmbito para lá da aptidão para o trabalho e a ligação com o chefe, é importante considerar como qualquer potencial recruta se encaixaria na organização como um todo. A cultura empresarial é um aspeto importante do negócio e do tipo de experiência que é oferecida aos colaboradores. Pode ter impacto em vários elementos da empresa e no desempenho dos colaboradores que são cruciais para o sucesso a longo prazo, como por exemplo:

  • Envolvimento dos colaboradores
  • Retenção de pessoal
  • Produtividade e eficiência
  • Relações com os clientes
  • Employer brand

É crucial perguntar que medidas podem ser tomadas para avaliar se um entrevistado se adequa bem à empresa, ao ambiente de trabalho e aos atuais colaboradores. Devem perguntar ao candidato o que ele já sabe sobre a empresa e como pensa que seria trabalhar nela. Se ele der uma resposta forte, que reflita as próprias ideias e compreensão da empresa dos líderes, isso pode ser um sinal de que há um bom alinhamento. Para além disso, demonstrará que perdeu tempo a pesquisar a organização e a preparar-se para a entrevista.

É também importante aprofundar a história do trabalho do candidato. Podem aprender mais sobre a sua experiência e expectativas perguntando sobre os tipos de empresas para as quais trabalharam no passado, as experiências de que mais gostaram e quaisquer dificuldades que tiveram de ultrapassar. Por exemplo, se o cargo para o qual a empresa está a contratar envolve muito trabalho de equipa e colaboração, poderão perguntar como é que o entrevistado trabalha com outros.

 

Exemplos de perguntas para avaliar a aptidão da empresa:

  • Que aspetos do trabalho para a nossa empresa acha que mais lhe agradaria?
  • Com qual dos seus empregadores anteriores mais gostou de trabalhar e porquê?
  • Como geriria uma situação em que tem dificuldade em trabalhar com um colega de equipa?
  • Prefere trabalhar com outros ou de forma independente?

 

não se esqueçam de ter em conta a saúde e a segurança

A saúde e segurança da força de trabalho deve ser a prioridade máxima de cada empresa. Isto é particularmente relevante em indústrias como a produção e a logística, onde os colaboradores passam normalmente muito tempo a utilizar maquinaria, a operar veículos e a fazer um trabalho fisicamente intensivo. Sem os controlos, conhecimentos e supervisão adequados, os colaboradores podem enfrentar alguns riscos graves para a saúde e segurança.

Embora a maior parte da responsabilidade de manter os trabalhadores em segurança recaia sobre os empregadores, é razoável esperar que qualquer nova contratação tenha um nível de consciência e compreensão das principais questões de saúde e segurança. Encontrar a abordagem certa para a avaliação de competências e entrevistas irá ajudar a avaliar a compreensão dos candidatos sobre este assunto, bem como a sua vontade de aprender e levar a segurança a sério.

Poderão começar por perguntar aos entrevistados sobre os programas e protocolos de segurança que seguiram no seu último trabalho. Se forem capazes de dar uma resposta pormenorizada e bem informada, podem sentir-se bastante confiantes de que estavam empenhados em práticas de trabalho seguras no seu cargo anterior e já têm uma boa base de conhecimentos que podem desenvolver. Uma resposta vaga ou pouco entusiasta, por outro lado, pode ser uma indicação de que este candidato não prestou muita atenção à saúde e segurança.

Devem também estar atentos a sinais de que os candidatos encaram as práticas de trabalho seguras como mais um impedimento ou uma irritação do que uma prioridade. Quando quiserem ser mais específicos sobre a segurança no local de trabalho, poderão fazer perguntas sobre como um candidato levantaria objetos pesados sem correr o risco de lesões, ou sobre o procedimento adequado para desligar e sair de uma empilhadora.

 

Exemplos de perguntas para avaliar os conhecimentos sobre saúde e segurança:

  • Que medidas práticas tomou no seu último trabalho para trabalhar em segurança?
  • Como responderia se testemunhasse um acidente ou ferimento no local de trabalho?
  • Que formação em operação de máquinas recebeu em trabalhos anteriores?
  • O que faria se testemunhasse práticas inseguras no local de trabalho?