Este mês estivemos à conversa com Ana Romualdo, Corporate HR Director da Colquímica. Sempre gostou de animais e poderia ter sido veterinária, mas durante a sua adolescência, percebeu que era com psicologia e gestão de pessoas que mais se identificava. Nesta entrevista, revelou-nos quais as estratégias de atração e retenção de talento em que mais aposta e quais os desafios que prevê para o setor. 
 

Entrevista a Ana Romualdo, Corporate HR Director da Colquímica

1051.jpg
1051.jpg

O que queria ser quando fosse grande?

Devido ao gosto pelos animais, queria ser médica veterinária.

 

O que a levou a escolher esta área?

Mais tarde, ainda no Secundário, interessei-me por Psicologia e dentro das áreas de atuação, a Gestão de Pessoas era a área com a qual mais me identificava. Escolhi-a essencialmente para poder trabalhar com e para pessoas.

 

E o que mais e menos gosta de trabalhar em recursos humanos?

O que mais gosto de trabalhar nesta área é de perceber o impacto positivo, que as políticas que desenhamos e implementamos têm, nas pessoas.

O que menos gosto é precisamente quando não percebemos que alguém está infeliz, insatisfeito por algum motivo, quando não conseguimos antecipadamente fazer essa leitura e perdemos recursos.

 

Quais são os principais desafios que a Colquímica tem pela frente em 2024?

Vejo dois grandes desafios para 2024:

  • O crescimento das Operações, nomeadamente, no mercado de EUA (onde temos uma fábrica nova).
  • O crescimento em termos de Inovação (apresentação de novos produtos e patentes).

 

podcast #everydayhero

Não perca um episódio! Fique atento ao nosso podcast para insights sobre o mercado de trabalho, tendências de recrutamento e a opinião de vozes experientes.

oiça aqui

Que tendências e desafios espera para o futuro do setor?

Identifico 3 grandes tendências/desafios:

  • Inteligência Artificial (AI)
  • Envelhecimento da População
  • Sustentabilidade

A implementação da Inteligência Artificial é um desafio que todos os setores terão pela frente, devemos aproveitar o que a AI tem de melhor para oferecer, mas não devemos descurar o fator humano, a AI deve ser um complemento, nunca um substituto.

O envelhecimento da população e a emigração dos quadros qualificados, que levará à escassez de recursos e que por outro lado levará a um processo de reskilling dos recursos disponíveis.

A sustentabilidade, que é vista como um fator diferenciador dos negócios e que deve nortear a par da inovação o futuro do setor.

 

Quais são as estratégias da Colquímica para atrair e reter talento?

Temos diferentes estratégias de atração, mediante o público-alvo:

Na atração do Talento Jovem procuramos estabelecer parcerias com as principais Universidades & Escolas e promover visitas, estágios e elaboração de projetos.

Na atração de Talento mais sénior, apoiamo-nos na estratégia de Marketing, nomeadamente, na divulgação constante das nossas práticas; políticas e ambiente de trabalho, com vista a mantermos uma pool ativa de seguidores nas redes sociais e site.

Na gestão do talento, são exemplo de estratégias: a aposta na promoção interna, existindo rotação quer dentro de cada geografia, quer entre geografias; a auscultação da satisfação interna e a implementação de medidas com vista ao aumento dessa satisfação; a identificação do talento existente e a aposta no desenvolvimento e formação adequada, no sentido de maximizarmos o potencial dos nossos profissionais.

 

O que acha que distingue a Colquímica no mercado?

Somos uma empresa de cariz familiar, onde a proximidade faz parte do nosso ADN, mas também uma empresa inovadora, onde todos têm oportunidade de colocar ideias em prática e participar no desenvolvimento de produtos inovadores e sustentáveis e uma Empresa com um ambiente multicultural e diverso onde todas as diferenças são valorizadas.

 

Dentro da vossa estratégia de recrutamento, recorrem a empresas especializadas? Porquê?

Sim, essencialmente perfis mais Técnicos e com escassez no mercado e perfis de Direção.

As empresas de recrutamento têm acesso a uma rede de contactos diferenciada e privilegiada, permitido a identificação de uma short-list de candidatos com o fit necessário à conclusão dos processos de recrutamento.

 

Tem alguma máxima que a/o "guie" no seu dia-a-dia?

Dedicação - Quando nos dedicamos, os sonhos tornam-se realidade.

entrevista a:
this is a woman
this is a woman

ana romualdo

corporate hr director, colquímica