De acordo com o PeopleReady Survey, a importância do trabalho temporário aumentou com a pandemia, tornando-se vital, tanto para as empresas como para as pessoas que procuram emprego ao longo do último ano, e revela que essa tendência não só veio para ficar como parte da força de trabalho pós-pandémica, como deverá aumentar, destaca-se na Businesswire.com.

 

A pesquisa, focado na realidade norte-americana mas que será indicador de tendências globais, também revela que a maioria dos inquiridos procura mais oportunidades de emprego, muitos deles de trabalho temporário e a tempo parcial.

O aumento da importância dos empregos temporários durante a pandemia tem sido inegável, uma vez que as empresas procuram gerir num clima imprevisível. Um novo inquérito realizado pela líder de Recursos Humanos PeopleReady revela que muitas empresas (40%) tencionam fazer dos empregos temporários uma parte permanente do seu modelo de mão-de-obra após a pandemia.

No ano passado, 52% das empresas aumentaram a sua utilização de trabalhadores temporários e citaram a necessidade de aumentar a sua força de trabalho como a principal razão. O inquérito da PeopleReady, tanto sobre a contratação de gestores como de trabalhadores, revelou que a maioria dos trabalhadores (65%) está a considerar o trabalho temporário ou a tempo parcial para obter mais rendimentos no meio de uma economia complicada. Além disso, o número dos que aceitam empregos a tempo inteiro diminuiu em 56% desde o início da pandemia, em Março de 2020. Em comparação, os que aceitam empregos temporários aumentaram 66%, e os que aceitam empregos a tempo parcial aumentaram 13%.

«Os empregos temporários tornaram-se vitais, tanto para as empresas como para as pessoas à procura de emprego ao longo do último ano, e a nossa investigação indica que essa tendência irá aumentar no futuro», afirma Taryn Owen, presidente da PeopleReady. «À medida que os empregos temporários se tornam cada vez mais integrados nos modelos de força de trabalho, concentramo-nos em tornar mais rápida e fácil a ligação entre as pessoas e o trabalho.»


Outras conclusões importantes do inquérito da PeopleReady incluem:

 

  • 74% dos gestores de contratação revelam que a pandemia mudou a forma como empregam a sua força de trabalho.
  • 53% das empresas aumentaram a sua utilização de empresas de Recursos Humanos durante o último ano.
  • A esmagadora maioria (77%) das pessoas conhece agora alguém que perdeu um emprego no ano passado.
  • A maioria dos norte-americanos sente que o mercado de trabalho está a piorar (54%) ou a permanecer igual ao que tem estado nos últimos meses (22%).


O inquérito da PeopleReady sobre a contratação de gestores e trabalhadores foi realizado entre 19 de Dezembro de 2020 e 2 de Janeiro de 2021. A margem de erro é de aproximadamente 4%.