É fundamental personalizar o seu currículo para corresponder à indústria em que pretende trabalhar. Se está candidatar-se a empregos em vários setores, deve ter currículos diferentes para cada um deles. Candidaturas de emprego bem sucedidas não são currículos idênticos enviados para muitas empresas, é quase sempre melhor apresentar menos currículos mas mais específicos e direcionados ao setor e função que deseja.

O envio de currículos de setor para  setor segue os mesmos princípios, mas numa escala mais alargada. Não só as organizações da mesma indústria diferem umas das outras, como também as  suas prioridades, a linguagem, os processos e os requisitos entre setor diferem. O seu currículo deve reflectir a sua compreensão e respeito por essas diferenças, especialmente se estiver a candidatar-se à mesma posição ou a uma posição semelhante num setor diferente.

Aqui estão algumas das razões pelas quais a revisão e personalização do seu currículo consoante o setor é uma boa ideia.

Randstad_Atlanta-Kloubert-04-17_200.jpg

vai parecer um especialista, mesmo sem experiência

Investigação e análise são os seus melhores amigos quando se trata de procurar emprego. Desenvolva uma compreensão clara do setor a que se candidata e das suas características e desafios únicos para que o seu currículo realce essa compreensão. Depois pode apontar como as suas competências específicas são relevantes e transferíveis. Isto é especialmente importante porque setores diferentes podem ter títulos diferentes para o que são basicamente as mesmas funções A sua função é conhecer e compreender as diferenças, mesmo as mais subtis, especialmente se for novo e estiver a tentar entrar no mercado. Pode ficar surpreendido como o simples reconhecimento dos seus conhecimentos sobre a indústria o podem ajudar a quebrar o gelo e destacar-se.

apresente-se como uma solução única

O seu currículo deve ser orientado para a função específica a que se candidata. Desta forma, apresenta-se como a solução para o "problema" da organização.  Parecer desfocado ou preso ao passado (também conhecido como a indústria em que trabalhava) não irá mover o seu currículo para o topo da pilha. Não queira parecer inseguro ou indeciso, demonstre o que quer, especialmente quando está a tentar mudar de indústria.

Organize o seu currículo de forma a que se refira não apenas os requisitos da função, mas também aos do setor . Seja claro e direto, um recrutador não gastará tempo com um currículo que não capte a sua atenção.

mostre as suas capacidades da melhor maneira 

Pense de forma criativa quando estiver a elaborar o seu currículo. As competências transferíveis nem sempre se identificam como tal; cabe-lhe a si descobrir  que diferentes funções em diferentes indústrias têm em comum. Isto é uma parte importante ao identificar e sublinhar as suas competências transferíveis. E não desconsidere a sua experiência não profissional e de voluntariado. Lidar com pessoas, comunicação, redes sociais e gestão de folhas de cálculo - competências como estas são necessárias em todas as indústrias.

é uma oportunidade de declarar as suas intenções

Os redatores de currículos profissionais sugerem que inicie o seu currículo com uma declaração de intenções. Em vez de esperar até à fase da entrevista para que o recrutador descubra que não tem experiência na sua indústria, coloque-o no início do currículo. Declare a sua intenção de mudar para um novo território, identifique palavras-chave que (porque pesquisou) falem com a indústria deles e realce as suas competências e experiência que são facilmente transferíveis. E certifique-se de que está a usar a linguagem da indústria para a qual se está a candidatar, em vez da sua atual. É mais provável que o recrutador fique impressionado com a sua determinação do que com a sensação de que está a esconder inexperiência. 

utilize todo o espaço do seu currículo

Certifique-se de que tudo o que inclui tem um objectivo específico e é relevante para a função para a qual está a candidatar-se, e que ressoa com o setor em que espera entrar. Reorientar o seu currículo para cada indústria permite-lhe concentrar-se nas competências e conhecimentos que são mais relevantes. Não tenha medo de reduzir as competências que não são impactantes e concentre-se nas outras que são. O seu currículo não é um documento abrangente que cobre todos os minutos da sua vida profissional. É um argumento de vendas que o vende como um potencial ajuste para o trabalho que tem em mãos. Aproveite o espaço limitado que tem para se concentrar em questões que os gestores do setor a que se dirige se irão preocupar.

fonte: randstad canada