os 5 mitos da comunicação interna

O uso de tecnologia retira a atenção aos colaboradores. Este e outros mitos estão associados à comunicação interna. Mas não correspondem à realidade. 

Partilhamos a pesquisa de Charong Chow, produtora de conteúdos para a plataforma Social Chorus, que identificou cinco mitos e verdades nesta área. Diferenciá-los é importante para manter uma estratégia de comunicação relevante.

 

Mito #1 – Os smartphones distraem os colaboradores 

Os trabalhadores passam demasiado tempo nas redes sociais, a jogar, a enviar mensagens, etc. em vez de trabalhar. 

 

Verdade – As aplicações empresariais estão a transformar a comunicação interna 
O local de trabalho mudou nos últimos dez anos. Os trabalhadores “sem secretárias” ou na frontline, compõem 75% da força de trabalho global, e esse número está a crescer. Muitos destes trabalhadores não têm acessos a e-mails ou a redes internas – ferramentas usadas nos escritórios – o que pode resultar numa desconexão com a empresa e restantes equipas. 
Os líderes da área de Comunicação Interna procuram agora os benefícios da tecnologia mobile e lançam as próprias aplicações para assegurar uma ligação mais eficaz entre colaboradores e líderes e com o resto da empresa. Está também a apostar-se em conteúdos modernos, como vídeos, canais ou podcasts para capturar a atenção da força de trabalho. 

 

 

Mito #2 - A comunicação interna não afecta o bottomline 
Aquilo que se comunica não faz diferença nos resultados obtidos pela empresa. 

 

Verdade – A produtividade pode aumentar de 20 a 25%
Uma comunicação eficaz tem uma ligação directa com o employee engagement e qualquer profissional de comunicação e recursos humanos vai dizer-lhe que ter acesso a informação relevante sobre a empresa ajuda as pessoas a fazer melhor o seu trabalho. 

 

Mito #3 – A equipa de comunicação controla toda a comunicação interna

A equipa de comunicação tem os especialistas. Por que é que outros se devem envolver? 

 

Verdade – A responsabilidade é de todos 
Deve determinar-se os objectivos da comunicação, alinhá-la com os objectivos da empresa e motivar os colaboradores. Ou é apenas uma questão de compliance? 
Quando a estratégia de comunicação interna está a funcionar bem, percebe-se que a responsabilidade é de todos; ter um ponto de vista holístico e dar poder aos colaboradores trará bons resultados.

 

Mito #4 – Os conteúdos feitos pelos colaboradores não têm lugar na comunicação interna 
É apenas uma questão de enviar informação sobre a empresa, certo? 

 

Verdade – Os conteúdos feitos pelos colaboradores podem ser fantásticos! 
Se os colaboradores produzem conteúdos, estes devem ser usados e encorajados. Quando os colaboradores fazem atualizações sobre o seu dia nas redes sociais, os likes e comentários são o tipo de engagement que se pretende. 
Os votos de aniversário, os parabéns por novas vendas ou posts sobre objectivos de produção, são alguns passos simples para começar. Os profissionais de comunicação devem educar os colaboradores sobre as melhores práticas neste tipo de comunicação e qual a linguagem mais apropriada em cada um dos canais. 

 

Mito #5 – Não se consegue medir a comunicação interma 
Não existem ferramentas eficazes para o fazer, por isso, porque nos devemos preocupar?

 

Verdade – É fundamental analisar as métricas para se ser bem-sucedido. 
Existem métricas para analisar os KPIs da comunicação interna mas ou não são usados ou são vistos com desconfiança. Deve confiar-se nos dados, não ignorá-los. 

 

< voltar à página anterior