gestão da mudança

A gestão da mudança organizacional exige líderes como nunca exigiu antes. Para muitas organizações, a única constante é a mudança.

Algumas empresas parecem reestruturar-se todos os anos em resposta a pressões da concorrência, expansão, fusões, mudança estratégica, globalização e avanços tecnológicos. As crises financeiras e a recessão apenas aceleraram a velocidade dessa mudança.

Embora a mudança esteja a acontecer a um ritmo crescente, provas reunidas pela CIPD, consistentes como outras pesquisas publicadas, sugerem que a maior parte das iniciativas de mudança falham. A pesquisa da CIPD sugere que menos de 60% das re-organizações alcançam os objetivos propostos.

Não existe uma solução única para uma gestão eficaz, mas é cada vez mais reconhecido que os gestores, como líderes, necessitam de competência, de conhecimento e de credibilidade dentro de uma organização para actuarem como "campeões de mudança".

"O gestor de linha deve ser o líder local de mudança da equipa"

Os líderes eficientes criam uma visão de um destino que as pessoas pretendem alcançar e na qual estão dispostas a seguir a rota do líder para o conseguir. Para que a visão seja eficaz, o líder deve antecipar a viagem, o terreno, permitir as condições e dificuldades e planear ajustes que lhes possa ser necessário adaptar.

O líder tem de saber como é que a organização tem de agir para atingir o seu objectivo. Para o gestor de linha enquanto líder, o importante é saber como a equipa tem de mudar, como cada um tem de trabalhar de novas formas para permitir que a equipa alcance o resultado certo.

O gestor de linha deve explicar inteiramente a mudança, em pormenores concretos, e aplicar as mudanças no contexto da equipa e do seu trabalho. O gestor de linha deve ser o líder local de mudança da equipa.

Alguns especialistas de negócio consideram que é dada demasiada atenção aos processos de mudança em detrimento das pessoas que eles afectam. Isto faz com que a participação activa dos gestores de linha no processo seja ainda mais importante.

Para gerir a mudança com êxito, os gestores devem:

  • envolver as pessoas e ouvir as suas ideias, opiniões e preocupações
  • ver e traçar o caminho da equipa para o resultado desejado
  • perceber a forma como a mudança afecta os indivíduos - para o melhor ou para o pior - na equipa
  • ser honesto e admitir não saber todas as respostas no que pode ser um processo complexo e demorado
  • comunicar de forma eficaz
  • incentivar o feedback.

 

Este artigo foi publicado pela primeira vez em : www.randstad.co.uk

< voltar à página anterior