em 2022 haverá mais tráfego de internet do que em toda a história

Segundo o último relatório anual “Visual Networking Index”, da Cisco, nos próximos cinco anos, haverá mais tráfego IP do que nos 32 anos de história da Internet, ou seja, será três vezes maior.

Até 2022, existirão 28 500 milhões de dispositivos conectados (51% de conexões máquina-para-máquina - M2M) e 4800 milhões de utilizadores de internet (60% da população), enquanto o vídeo representará 82% do total de tráfego IP.

Jonathan Davidson, senior vice-president & general nanager, Service Provider Business, da Cisco, faz notar que «a dimensão e a complexidade da internet continua a crescer de forma que nunca imaginámos. Desde o primeiro relatório VNI em 2005, o tráfego aumentou 56 vezes, acumulando 36% de crescimento anual, tendo em conta que mais pessoas, equipamentos e aplicações acedem às redes IP». 

 

Principais previsões para 2022
O VNI da Cisco analisa o impacto que utilizadores, dispositivos e outras tendências terão nas redes IP globais durante um período de cinco anos (de 2017 a 2022), prevendo: 

- o tráfego IP global será três vezes maior  (396 exabytes por mês até 2022)

- os utilizadores globais de internet representarão 60% da população mundial (4,8 mil milhões de utilizadores de internet até 2022, desde os 3,4 mil milhões contabilizados em 2017, representando 45% da população mundial).

- os dispositivos de rede global e as conexões chegarão aos 28.5 mil milhões (18 mil milhões em 2017), o que equivale a 3.6 conexões/dispositivos por pessoa (2,4 em 2017). No total, haverá 14,6 mil milhões de conexões provenientes de TV’s inteligentes, acessórios, dispositivos, etc (6.1 mil milhões contabilizados em 2017).

- a velocidade média da banda larga fixa e móvel irá multiplicar-se quase por dois entre 2017 e 2022, desde os 39 Mbps até 75,4 Mbp. E do wi-fi irá pelo menos duplicar, desde os 24,4 Mbps até aos 54 Mbps. 
A velocidade média de banda larga móvel multiplicar-se-á por mais de três, de 8.7 Mbps até 28,5 Mbps.

- o tráfego de vídeo irá multiplicar-se por quatro em 2022, representando 82% do total de tráfego IP, desde 75% em 2017. O tráfego proveniente de tecnologias de realidade virtual e aumentada, utilizadas por consumidores e empresas crescerá exponencialmente: em 2022, alcançará 4 exabytes mensais, desde os 0,33 exabytes mensais em 2017.

Onde este crescimento mais se vai fazer notar é no Médio Oriente e África multiplicando-se por 6; (crescimento anual de 41%), mas registirá “apenas” 21 exabytes mensais em 2022, “contra” os  173 exabytes mensais que se irão registar em 2022, na Ásia-Pacífico (multiplicando-se por 4, um crescimento  anual de 32%). Na Europa Ocidental o crescimento anual será de 22%, multiplicando por três (50 exabytes mensais em 2022).



< voltar à página anterior