5 dicas para planeamento de RH

O Relatório do Mundo de Trabalho da Randstad revela que os três principais desafios para os líderes de negócio e RH são: aumentar o desempenho e produtividade da força de trabalho, reter os melhores produtos e serviços existentes e gerir a mudança interna. A pesquisa confirma igualmente que muitos empregadores precisam de fortalecer o planeamento de recursos humanos para realizarem ganhos de produtividade e manterem os seus colaboradores mais capazes a médio prazo.

 

Eis as nossas 5 principais dicas para melhorar o seu planeamento de recursos humanos:

1. Analise o talento existente e inclua gestores e funcionários em todos os níveis – em particular aqueles cujas funções serão fundamentais para o seu sucesso futuro. 

2. Considere a experiência, conhecimento, competências e capacidades necessárias para o funcionamento eficaz e harmonioso da sua organização.

3. Avalie a posição estratégica actual da sua organização - inclua factores como o tamanho e diversidade da sua força de trabalho, os seus objectivos de negócio, quaisquer planos a longo prazo para a expansão ou diversificação, e circunstâncias específicas de localização.

4. Tenha em consideração o contexto político, económico, social e tecnológico alargado no qual a sua organização pode precisar de triunfar nos próximos dois a cinco anos (por exemplo, a regulamentação laboral, o número de mulheres em cargos superiores e o outsourcing de serviços de RH serão todos susceptíveis de aumentar durante este período).

5. Integre o planeamento de recursos humanos no seu processo central estratégico de planeamento e assegure-se de que planos de acção claros são estabelecidos para quantificar e analisar os progressos.

Actualmente, quase metade dos empregadores não planeiam os seus recursos humanos com um ano de antecedência e apenas 13% planeiam para períodos de dois anos. Os RH têm um papel importante a desempenhar ao adoptarem nas suas organizações uma abordagem mais robusta, abrangente e de longo prazo no sentido do planeamento de recursos humanos. Esta é a única forma de garantir que possuem, em fase de preparação, as competências adequadas para responderem tanto às necessidades actuais como futuras.


Este artigo foi publicado pela primeira vez em www.randstad.com.au

< voltar à página anterior