Randstad no Índice de Sustentabilidade Dow Jones

A política de sustentabilidade da Randstad voltou a ser reconhecida a nível internacional. O Índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI) acaba de divulgar o relatório para o ano 2016 e integra a empresa na categoria de Serviços Profissionais nos rankings europeu e mundial, DSJI World e DSJI Europe índices, respetivamente.

Lançado em 1999, o Dow Jones Sustainability Index reconhece as empresas líderes no seu setor de atuação nas áreas da responsabilidade económica e ambiental e desempenho social. A Randstad foi nomeada best in class pela RobecoSAM nas áreas de CRM, Indicadores da Prática Laboral e Direitos Humanos. 

Jacques van den Broek, CEO da Randstad, comenta a distinção recebida pela empresa: “Estou orgulhoso por, no contexto da sustentabilidade, os nossos esforços nas práticas laborais, direitos humanos e gestão da relação com o cliente serem considerados os melhores e por continuarmos a ser incluídos no Dow Jones Sustainability Index. Mostra que a nossa missão de moldar o mundo do trabalho tem contribuído para uma maior sustentabilidade a nível mundial”.

Portugal alia a responsabilidade social à ambiental 
Reconhecendo o impacto ambiental associado às inúmeras formalidades documentais e administrativas relacionados com o negócio da Randstad e que exigem assinatura ou envio de documentação a entidades terceiras, a empresa de recursos humanos deu inicio a um projecto em larga escala de digitalização processual. 
A Randstad em Portugal coloca cerca de 30 mil pessoas a trabalhar por dia e para todas elas são cumpridos os requisitos legais de contratração, independentemente de serem trabalhadores por um dia ou por mais tempo. 

“A quantidade de papel que temos arquivado é muito elevado o que representa um alto impacto ambiental. Ao mesmo tempo temos a necessidade de ter acesso a esta informação, garantindo a privacidade e a segurança da mesma. O nosso objectivo neste projecto foi exactamente a passagem destes dados para a cloud garantindo a reciclagem do papel e cumprindo os requisitos de tratamento de material com informação sensível” afirma André Pires, manager da área de inovação e new business development da Randstad. 
Num projecto transversal a toda a empresa, que envolveu diferentes equipas, a área da Responsabilidade Social, seleccionou e enquadrou pessoas da associação Orientar nesta mesma acção. A Orientar é uma associação de solidariedade social sem fins lucrativos que promove a inclusão social e profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade, através da criação de condições que suportem a sua autonomia, e tem como foco principal o regresso à vida activa. Atualmente na Randstad estão 7 pessoas associadas ao projecto de digitalização, às quais além da remuneração são atribuídas duas refeições. Em termos de reciclagem, a Randstad prevê eliminar cerca de 45 toneladas de papel, estando desde já a alterar os seus processos administrativos para reduzir o impacto ambiental e introduzir a assinatura digital.

Posicionamento da Randstad
Desde a criação dos seus valores fundamentais, a Randstad tem procurado crescer de forma sustentável, com o objetivo de salvaguardar o negócio e a sua viabilidade a longo prazo, nunca descurando os interesses de todos os stakeholders e tornando o negócio cada vez mais relevante para todas as partes envolvidas. Esta ambição reflete-se claramente no valor fundamental da Randstad de “promoção simultânea de todos os interesses”.

Para saber mais de como a Randstad cria valor através de um negócio sustentável consulte o relatório anual www.randstad.com/annualreport e o website corporativo www.randstad.com/sustainability.