Randstad com novo contact centre em Castelo Branco

Randstad com novo contact centre  em Castelo BrancoA rede de contact centres da Randstad para a empresa de telecomunicações Altice continua a alargar a sua presença no país. Depois de ter chegado a várias cidades do interior ao longo dos últimos meses, o projeto teve o seu arranque formal em Castelo Branco esta terça-feira. A infraestrutura tem já 131 pessoas a trabalhar mas tem como meta chegar aos 250 postos de trabalho, destinados ao atendimento em francês.

A sessão de inauguração do contact centre foi presidida pelo secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira, e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Luís Correia, e do diretor-geral da Randstad, José Miguel Leonardo.

Para além do estímulo económico a zonas do interior do País e do apelo ao regresso de emigrantes às suas origens, este projeto tem associado uma componente formativa. Paralelamente ao recrutamento de pessoas fluentes em francês, a Randstad, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), está a dar formação de aperfeiçoamento aos colaboradores com conhecimentos básicos neste idioma já selecionados para integrarem o contact centre. 

No caso de Castelo Branco, a partir da 2.ª quinzena de abril, mais 42 pessoas iniciarão o processo de formação para integrar a equipa do contact centre. Para além disso, a Randstad e a delegação de IEFP de Castelo Branco vão desenvolver uma ação de recrutamento no dia 8 de abril, que constitui mais uma oportunidade para integrar o projeto.

“Dinamizar a economia local, facilitar a instalação de empresas e contribuir para que outras mais se juntem ao concelho de Castelo Branco é uma prioridade do nosso executivo municipal”, afirma o presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Luís Correia. “É com satisfação que assinalámos o arranque desta infraestrutura, que vem criar um número muito significativo de postos de trabalho no nosso concelho e é reveladora que a união de vontades entre o poder local e a iniciativa privada pode criar projetos de sucesso na nossa região”, conclui o autarca. 

Para o director-geral da Randstad Portugal, José Miguel Leonardo, a chegada do projeto Altice a Castelo Branco “espelha a relevância que as autarquias estão a verificar neste projeto como oportunidade de sucesso para a dinamização da economia local”. Para o diretor da empresa de recursos humanos “mais do que a criação de postos de trabalho, este projeto tem como fatores diferenciadores a forte aposta nas pessoas, a criação de estímulos em zonas marcadas pela emigração e a qualificação dos recursos humanos, com a formação dos candidatos ao nível da língua francesa e informática”. 

Para além de Castelo Branco, a Randstad é responsável por contact centres para a Altice em Fafe, Lamego, Amarante, Guarda e Vieira do Minho, contando com uma equipa que totaliza 750 pessoas. Está previsto para breve o alargamento deste projeto a mais cidades, esperando-se chegar ao final do ano com um total de 2.000 colaboradores envolvidos.

A Randstad tem em curso uma campanha de recrutamento para linhas internacionais de atendimento em francês, a decorrer através do site da Randstad (www.randstad.pt) e do e-mail candidaturas.fr@randstad.pt, que visa recrutar colaboradores para assistentes de atendimento inbound para contact centres de empresas francesas.