cultura de talento

Talento, todos procuram talento, fala-se na sua escassez, definem-se estratégias de atração, mas poucas vezes nos focamos no conceito. Afinal o que é o talento? Nasce-se com ele ou ganha-se ao longo do tempo?

Talento é uma palavra vasta e profunda, abrangente e inspiracional associada ao campo artístico, mas cada vez mais procurada na vida empresarial. Talento é a capacidade de desenvolver competências através do trabalho, da perseverança, do estudo, da experiência, do treino e da paixão. Talento é a capacidade de errar e reerguer caminhando no sentido do desenvolvimento e da conquista. Talento é trabalhar a sorte, acreditar e reconhecer a capacidade inerente ao ser humano, esta capacidade de exceder expectativas e de se superar usando para isso o seu talento, algo que faz parte de si.

Porque o talento não é um algoritmo ou uma fórmula fechada, todas as formatações ou linguagens de programação continuarão a não substituir esta capacidade de criar, de pensar e de fazer o mundo girar, mais depressa e tão rapidamente que às vezes parece difícil de acompanhar. A cultura de talento deve ser parte integrante das empresas de forma transversal e não restringido a funções ou a hierarquias, assumindo que apenas em posições estratégicas é que este existe.

O talento é este conceito abrangente que se revela através das pessoas, da sua capacidade de entrega e dedicação e que quando identificado e alimentado leva à felicidade dos nossos colaboradores, à felicidade de quem se revê no que faz e de quem sabe comemorar sucessos e aprender com os erros.

José Miguel Leonardo Diretor-geral da Randstad Portugal